Fev 02

Regularização de Imóveis

I – Usucapião Extrajudicial uma forma rápida e de baixo custo

A usucapião é uma forma de aquisição de propriedade de bem móvel ou imóvel pelo exercício de posse mansa e pacífica, prolongada e ininterrupta por prazos especificados na legislação civil vigente. O longo prazo de duração da ação de usucapião judicial era a principal característica dessa ação, devido as formalidades que o procedimento exige. No entanto, o Novo Código de Processo Civil incorporou a usucapião extrajudicial, tornando o procedimento mais rápido e com toda a segurança jurídica necessária, bem como o baixo custo se comparado com a usucapião judicial.

Com a entrada em vigor do Novo Código de Processo Civil além da via judicial, o pedido de usucapião de bem imóvel poderá ser realizado perante o Cartório de Registro de Imóveis da comarca em que o bem estiver localizado. Conforme o artigo 1.071 o interessado poderá formular o pedido de usucapião extrajudicial perante o Cartório de Registro de Imóveis, mediante petição subscrita por advogado ou defensor público.

A documentação necessária a ser anexada a petição subscrita por advogado ou defensor público será:

  • Ata Notarial lavrada pelo tabelião com tempo de posse e seus antecessores;
  • Planta e Memorial descritivo assinada por profissional habilitado;
  • Certidões Negativas dos distribuidores do local do imóvel e domicílio do interessado;
  • O Justo título, documento que demonstra a efetiva aquisição da posse do bem ou quaisquer outros documentos que demonstrem a origem, a continuidade, a natureza e o tempo da posse, tais como pagamento de impostos e das taxas que incidirem sobre o imóvel.

Apresentados todos os documentos acima mencionados, caberá ao Oficial do Cartório de Registro de Imóveis no prazo de 15 dias proceder à intimação dos confinantes, das pessoas em cujo nome estiver registrado, das Fazendas Públicas para se manifestarem. Havendo a concordância ou não havendo manifestação dos interessados quanto ao pedido de usucapião extrajudicial e estando em ordem toda a documentação apresentada, o Oficial do Cartório de Registro de Imóveis efetuará o registro da aquisição do imóvel em sua matrícula de conformidade com as descrições apresentadas ou abertura de uma nova matrícula, caso julgue necessário.

A SETA IMOBILIÁRIA coloca à disposição do mercado a sua Assessoria Jurídica independente de como será requerida a usucapião, seja judicial ou extrajudicial, para assegurar boa defesa do interesse dos jurisdicionados, salientando que é imprescindível por força de lei, a presença de um profissional do direito.

Agende uma visita.
📞 Ligue: (85) 3454.1111
📱 Whatsapp: (85) 99105-8828
Rua Barão de Aratanha, 1184 – Fátima – Fortaleza/CE

7 comentários

Passar directamente para o formulário dos comentários,

  1. Legal mesmo, esse site é bem diferente dos outros.

    1. Oi Hélio, boa tarde!
      Agradecemos a sua visita e comentário.
      Grande abraço!

    2. Agradecemos seu comentário!

  2. Olá, passando para te parabenizar pelo conteúdo e aproveitar pra te convidar a dar uma olhada no meu Blog onde falo sobre mais de 18.427 Modelos de Petições Novo CPC e Diversas, acredito que irá gostar! Até Breve.

    1. Agradecemos seu comentário! Vamos ver sim!

  3. Excelente Artigo! Importante lembrar que o usucapião por abandono de lar conjugal, requisito do ‘abandono do lar’ deve ser interpretado na ótica do instituto da usucapião familiar como abandono voluntário da posse do imóvel, somando à ausência da tutela da família, não importando em averiguação da culpa pelo fim do casamento ou união estável.

    1. Agradecemos seu comentário!

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.